Notícias
Publicado em 11/09/2019

Mulheres são maioria na ciência mas apenas 51% tem cargos de influência

Mulheres são maioria na ciência, mas apenas 23% têm cargos de influência

Pesquisa analisou mais de 500 instituições na América do Norte e na Europa

A desigualdade de gênero na ciência não é novidade, mas um novo estudo mostra que esse problema é ainda maior quando o assunto são cargos de liderança. Uma nova pesquisa publicada no Cell Stem Cell analisou a presença feminina nas carreiras de ciência, tecnologia, engenharia e matemática (grupo conhecido como STEM, em inglês).

A pesquisa durou quatro anos e incluiu 541 instituições de 38 países da América do Norte e da Europa. De acordo com a análise, embora o número de mulheres nessas áreas tenha crescido, os esforços das instituições para manter ou promover cientistas a cargos mais altos e de liderança continuam pequenos. Se elas constituem mais da metade da população discente de graduação e pós-graduação, só 42% dos professores assistentes, 34% dos professores associados e 23% dos professores titulares são do sexo feminino.

Veja o texto na íntegra: Revista Galileu





 
Esplanada dos Ministérios Bloco "E" Subsolo - Brasília - DF - CEP: 70067-900
(61) 2033-7680 ou 7483 - e-mail: asct@mctic.gov.br  
Horário de Funcionamento: 08:30 ás 17:30
site: www.asct.org.br