Notícias
Publicado em 10/09/2019

Recompensa da ciência não é rápido, mas é vital afirma Nobel de física

Recompensa da ciência não é rápida, mas é vital, afirma Nobel de física

Descobridor do grafeno diz que políticos devem ser educados sobre importância da pesquisa

O grafeno, um material de carbono criado em 2004 como curiosidade meramente experimental, ganhou a cena da física cinco anos depois e rendeu um prêmio Nobel a seus descobridores.

Um deles, o físico russo Konstantin Novoselov, 45, diz que ainda se surpreende com as propriedades que esse composto (essencialmente uma folha de carbono com um átomo de espessura) revela para a eletrônica e outras aplicações. No Brasil, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) é um dos entusiastas do material.

De passagem por São Paulo para uma palestra no Insper, o cientista falou sobre como sua trajetória ilustra a dinâmica da recompensa que o investimento em ciência traz.

Veja o texto na íntegra: Folha de S. Paulo





 
Esplanada dos Ministérios Bloco "E" Subsolo - Brasília - DF - CEP: 70067-900
(61) 2033-7680 ou 7483 - e-mail: asct@mctic.gov.br  
Horário de Funcionamento: 08:30 ás 17:30
site: www.asct.org.br